Notícias

O Rio de braços abertos para a Tocha Paralímpica

A chama visitará bairros e as praias mais famosas da Cidade Maravilhosa, o mais visitado destino de lazer do país

  • Publicado: Terça, 06 de Setembro de 2016, 11h18
  • Última atualização em Terça, 06 de Setembro de 2016, 18h23

Por Walquíria Henriques

Crédito: Divulgação Embratur

A Tocha Paralímpica chega ao seu destino final nesta terça-feira (6) depois de passar por cinco cidades representantes das regiões brasileiras. É a vez do Rio de Janeiro receber o revezamento, que começa um dia antes da cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, no estádio do Maracanã. 

Igualdade, em Brasília (DF); determinação, em Belém (PA); inspiração, em Natal (RN); coragem, em Joinville (SC) e o poder de transformação, em São Paulo (SP). Foram esses os valores levados pela tocha para cada pedaço do Brasil. No Rio de Janeiro, onde o revezamento prossegue no dia 7 de setembro, Dia da Independência, a chama representa a paixão pelo esporte.

No Rio, o símbolo Paralímpico parte para o revezamento do mais novo cartão postal carioca: o Museu do Amanhã, situado na revitalizada zona portuária. Afinada com os jogos, o espaço terá programação especial voltada para os temas acessibilidade e inclusão até o dia 18 de setembro, quando o evento termina.

Museu do Amanhã na Praça Mauá. Crédito: Paulino Menezes

A boêmia Lapa e os bairros de tradição no samba, como Vila Isabel e Madureira, berço das escolas de samba Portela e Império Serrano estão no caminho da tocha Paralímpica. Madureira, bairro cantado em prosa e verso, é sede também do Parque Olímpico, um dos atrativos de grande repercussão com a realização da primeira olimpíada da América do Sul.

Como não poderia deixar de ser, o Cristo Redentor, marca registrada do Rio e também do Brasil, será palco de um grande evento pela passagem da tocha. A chama passará também pelos bairros das praias mais famosas do Rio: Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Leblon, Ipanema e Copacabana.

A cidade do Rio de Janeiro está presente no Guia Turismo Acessível do Ministério do Turismo. São mais de 1,4 mil empreendimentos, meios de hospedagem, atrativos e eventos cadastrados, aguardando a avaliação dos usuários de serviços turísticos.

Guia de Turismo Acessível - O Ministério do Turismo investiu nos últimos anos mais de R$ 75 milhões em obras de acessibilidade, além de apoiar a qualificação e capacitação de profissionais para atender turistas com deficiência.  Como parte do Programa Turismo Acessível, a Pasta disponibiliza o Guia do Turismo Acessível, site colaborativo onde os internautas podem avaliar a acessibilidade de hotéis, restaurantes e atrações diversas, em português, espanhol e inglês.

Até o momento, o site obteve mais de 455 mil acessos. Por tratar-se de um guia colaborativo, quanto maior o número de avaliações, mais completo será. O Guia Turismo Acessível também está disponível por meio de aplicativo para dispositivos móveis, nos três idiomas, e pode ser baixado gratuitamente na loja da Windows Phone, Apple Store e Google Play.